«É a guerra»: Aquilino Ribeiro e a conflagração mundial

Matteo Rei

Resumen


Resumo: Em Paris, entre 1 de Agosto e 26 de Setembro de 1914, o escritor português Aquilino Ribeiro regista no seu diário as pequenas e grandes transformações que a eclosão da guerra estava a produzir no dia-a-dia da capital francesa, assim como na linguagem e nos conteúdos da propaganda bélica, que das páginas dos jornais passavam às conversas mantidas nas mesas dos cafés ou nos boulevards. O seu diário, publicado em 1934 com o título É a guerra, ocupa um lugar de destaque entre as obras literárias portuguesas relacionadas com a Primeira Guerra Mundial.

Palavras chave: Diário, Primeira Guerra Mundial, Paris, Literatura Portugués

Abstract:  This article corresponds to research on Aquilino Ribeiro’s book É a Guerra, published in 1934 and based on the diary that he wrote in Paris between 1 August and 26 September 1914. The book shows the writer’s battle against war propaganda and represents one of the most impressive works about the First World War in Portuguese literature.

Key words: Diary, WWI, Paris, Portuguese Literature

 

doi: http://dx.doi.org/10.20318/revhisto.2016.3101


Texto completo: PDF


Revista de Historiografía editada por el Instituto de Historiografía Julio Caro Baroja. Universidad Carlos III de Madrid

EISSN: 2445-0057

www.uc3m.es/revhisto