Perceções de utilização do conceito de Dieta Mediterrânica, potencial utilização indevida e perspetivas a explorar = Perceptions of use of the concept of Mediterranean diet, potential misuse and prospects to explore

Helena Real, Pedro Graça

Resumen


Resumo: Introdução: A distinção da Dieta Mediterrânica como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO permitiu intensificar a investigação e comunicação deste modelo cultural, realçando o interesse em utilizá-lo em diversas áreas. Objetivos: Identificar perceções sobre a utilização do conceito de Dieta Mediterrânica, a potencial utilização indevida e elencar perspetivas a explorar. Metodologia: Foram aplicados treze questionários semiestruturados a personalidades representativas da Dieta Mediterrânica, do AlgarvePortugal. O áudio das entrevistas foi gravado, transcrito, codificado tematicamente e analisado. Resultados: Os entrevistados consideram haver utilização do conceito, nomeadamente nas áreas: Agricultura/agronomia, Ambiente, Alimentação, Convivialidade, Cultura, Economia, Farmacêutica, Política, Saúde e Turismo. Identificaram como potenciais utilizações indevidas situações em áreas como alimentação, gastronomia, indústria alimentar e publicidade a alimentos. Como perspetivas de exploração futura referiu-se ser necessário investir em agronomia e sustentabilidade; alimentação, saúde e políticas económicas; certificação e regulação do uso do conceito; cultura e turismo e educação e comunicação do conceito. Conclusões: Será importante promover uma reflexão global e uma uniformização de linguagem para uma comunicação mais eficaz da Dieta Mediterrânica; promover medidas que visem minimizar as atuais utilizações indevidas do conceito, que impedem uma comunicação de qualidade; promover a sua melhor utilização para que se possa promover e salvaguardar este conceito.

Palavras-Chave: Análise qualitativa; Dieta Mediterrânica; Perspetivas futuras; Utilização indevida do conceito; Utilização do conceito.

Abstract: Introduction: The distinction of the Mediterranean Diet as an Intangible Cultural Heritage of Humanity by UNESCO has made it possible to intensify the research and communication of this cultural model, highlighting the interest in using it in several areas. Objectives: To identify perceptions about the Mediterranean Diet concept use, potential misuse and to list prospects to explore. Methodology: Thirteen semi-structured questionnaires were applied to personalities representative of the Mediterranean Diet, from Algarve-Portugal. The interview audio was recorded, transcribed, thematically coded and analyzed. Results: Interviewees consider using the concept, especially in the areas: Agriculture/agronomy, Environment, Food, Conviviality, Culture, Economy, Pharmaceuticals, Politics, Health and Tourism. They identified as potential undue uses situations in areas such as food, gastronomy, food industry and food advertising. As prospects for future exploration, it was necessary to invest in agronomy and sustainability; food, health and economic policies; certification and regulation of the use of the concept; culture and tourism and education and communication of the concept. Conclusions: It will be important to promote a global reflection and a standardization of language for a more effective communication of the Mediterranean Diet; promote measures aimed at minimizing the current misuse of the concept, which impedes quality communication; promote its best use so that it can be promoted and safeguarded.

Keywords: Qualitative analysis; Mediterranean Diet; Future perspectives; Concept misuse; Concept use.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20318/recs.2019.4824

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Revista Española de Comunicación en Salud - EISSN: 1989-9882
editada por el Departamento de Comunicación de la Universidad Carlos III de Madrid y la Asociación Española de Comunicación Sanitaria
http://www.uc3m.es/recs